Membros da Pastoral do Menor, tomam posse na renovação do Conselho de Direitos da Criança e do Adolescente de Linhares

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Os novos membros do Conselho Municipal dos Diretos da Criança e do Adolescente (CMDCA) tomaram posse no dia 04 de setembro. A cerimônia aconteceu no auditório da Casa dos Conselhos, no Centro de Linhares. O órgão é formado por representantes do poder público e sociedade civil, composto por 24 conselheiros, sendo 12 titulares e 12 suplentes.
A PASTORAL DO MENOR – PAMEN, possui 3 representantes sendo, 2 titulares: Andréia Mosca e Virginia Soares, 1 suplente: Claiton Monte. Isso mostra a dedicação e articulação dos agentes da PAMEN em Linhares. “Um desafio muito grande ocupar a Cadeira de Conselheira Municipal, especialmente do Conselho de Direitos, sou dedicada e venho me preparando – o Estatuto da Criança e Adolescência é o meu livro de cabeceira” – afirma Virginia Soares.
A Pastoral avança com qualidade em suas ações quando aproxima e articula fazendo presença junto as Políticas Públicas do Município, há muita coisa a se fazer do ponto de vista Pastoral em Linhares, nosso maior desafio hoje é a formação, capacitação de agentes e voluntários que sejam comprometidos com a causa da Criança e Adolescente – diz: Andréia Mosca.

Saiba mais:
O Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente, é um órgão criado por lei para formular e deliberar políticas públicas relativas às crianças e aos adolescentes, em conjunto com as áreas de saúde, meio ambiente, assistência social, educação, entre outras.
O conselho controla as ações em todos os níveis e organiza as redes de atenção à população infanto-juvenil, promovendo a articulação das ações, das entidades e dos programas da sociedade civil e dos governos. O principal objetivo do conselho é garantir a criação, aplicação e manutenção de políticas públicas que auxiliam no desenvolvimento das crianças e dos adolescentes, além de estabelecer diretrizes e resoluções para utilização das dotações orçamentárias do Fundo Municipal dos Direitos das Crianças e do Adolescente.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: