Apadrinhamento Afetivo: saiba o que é e como funciona

A 1ª Vara Especializada da Infância e Juventude de Colatina se mobilizou, ao longo de 2016, junto ao órgão gestor da Política de Assistência Social do Município de Colatina – Secretaria Municipal de Assistência Social, e formularam o projeto "Apadrinhamento Afetivo" que, atualmente, já está em fase de execução.

O Apadrinhamento afetivo é uma ação voltada para crianças e adolescentes que vivem em situação de acolhimento institucional, no sentido de promover vínculos afetivos seguros e duradouros entre eles e pessoas da comunidade que se dispõem a ser padrinhos e madrinhas. As crianças aptas a serem apadrinhadas são maiores de sete anos e adolescentes destituídos do poder familiar, com remotas possibilidades de reintegração à família de origem ou extensa e de inserção em família substituta, devidamente autorizados judicialmente ao apadrinhamento.

O apadrinhamento pode ocorrer de três formas distintas ou concomitantes, sendo elas:

? Padrinho afetivo: visitar regularmente o (a) apadrinhado (a), buscando –o para passar fins de semana, feriado ou férias escolares em sua companhia, proporcionando-lhe a promoção social e afetiva, revelando possibilidades de convivência familiar e social saudáveis que gerem experiências gratificantes.
? Padrinho provedor (financeiro): dar suporte material ou financeiro à criança ou adolescente, seja com doação de materiais escolares, vestuários, brinquedos, etc, seja com o patrocínio de cursos profissionalizantes, reforço escolar, prática esportiva, idiomas, ou contribuição financeira para alguma demanda específica da criança ou adolescente.
? Padrinho Colaborador (prestador de serviços): atender as crianças e adolescentes participantes do projeto, conforme sua especialidade de trabalho ou habilidade, apresentando um plano de atividades.

Uma pessoa ou casal que queria participar da projeto preencherá um formulário preliminar, apresentará documentos pessoais e passará por uma avaliação psicossocial. Todo trâmite será, posteriormente, homologado pelo Juiz, após manifestação do Ministério Público.

Quem se interessar poderá enviar um e-mail para apadrinhamentoafetivo.colatina@gmail.com ou procurar diretamente o Excelentíssimo Juiz da Infância e Juventude – Ewerton Nicoli.
Informamos que no Centro de Atendimento Materno Infantil Mater Christi – Unidade Filial da Cáritas Diocesana de Colatina -, tem uma adolescente de 16 anos cadastrada para participar do apadrinhamento afetivo, mas ainda não surgiu a oportunidade de ser apadrinhada. Se houver pessoas interessadas em apadrinhá-la poderá procurar diretamente a assistente social do Mater Christi, Ana Paula Fonseca Costa que fará as orientações específicas sobre a jovem.

O Mater Christi está localizado à Rua Dom João Batista Mota e Albuquerque, nº 01, Honório Fraga, próximo a Unesc, Colatina. Telefone (27) 37214188

Deixe um comentário

Últimos Posts

%d blogueiros gostam disto: