Papa Francisco celebra Missa da Páscoa e pede paz

Papa citou lugares onda há conflitos e pediu paz

No Vaticano, o Papa Francisco celebrou, neste último domingo (31/3), a sua primeira Páscoa. Foi uma celebração simples, mas cheia de significados. O Papa citou as guerras que afligem o mundo, uma a uma, e encerrou as comemorações pedindo a paz.

Em uma praça colorida por flores holandesas, 250 mil pessoas participaram da celebração. Uma missa mais curta e sem homilia. A mensagem aos fiéis foi dada, depois, da sacada da Basílica de São Pedro, para Roma e o mundo.

Dezoito dias depois de ter aparecido como papa eleito, Francisco manteve a tradição de outros pontífices e fez um discurso de Páscoa de conteúdo social e humano. Ao pedir a paz, citou todos os lugares onde há conflitos.

Pediu que israelenses e palestinos encontrem o caminho da concórdia e que retomem o diálogo com coragem e disponibilidade. Dirigiu o seu pensamento para a Síria, aos seus mortos e refugiados, e reivindicou uma solução política. Pediu harmonia na África, a superação das divergências entre as duas Coreias e a reconciliação. E definiu o tráfico de seres humanos como a maior escravidão do século XXI.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: