Morre dom Eugênio Sales, fundador da Campanha da Fraternidade

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Dom Eugênio: vida marcada pelo serviço à Igreja

No noite de segunda-feira (97), a Arquidiocese do Rio de Janeiro veio a público informar o falecimento do mais antigo cardeal da Igreja Católica: dom Eugênio de Araújo Sales.

Com 91 anos de idade e mais de 69 de sacerdócio, o arcebispo emérito do Rio de Janeiro deixa um enorme legado, sobretudo social, destacando-se na luta em defesa dos perseguidos políticos.

“Ele era um homem de Deus e serviu a Jesus Cristo. Sempre esteve presente nos momentos importantes do Brasil, principalmente na questão dos refugiados e na defesa dos perseguidos e teve presença marcante na Igreja do Brasil e do Vaticano. Trabalhou em educação de base e evangelização nas arquidioceses do Rio, Natal e Bahia," destacou o arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani João Tempesta. "Ele foi alguém que, sem dúvida, soube viver dando continuidade aos ensinamentos”, acrescentou.

Em nota, o Papa Bento VXI afirmou que dom Eugênio, de quem era amigo, foi um "intrépido pastor a serviço dos mais desfavorecidos".

O corpo de dom Eugênio chegou à Catedral São Sebastião por volta do meio-dia desta terça-feira (10/7). Ao longo deste dia, foram celebradas missas a cada duas horas. O sepultamento será na própria Catedral, no final da tarde de quarta-feira (11/7).

Clique aqui e confira o telegrama de pesar enviado pelo Papa Bento XVI.

Clique aqui e veja a nota oficial de pesar da CNBB.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: